Como escolher uma formação em Coaching?

Recomendações na hora de escolher um curso de Coaching

Quer procure um curso de Coaching para o seu próprio desenvolvimento pessoal e/ou de competências, quer para se tornar um Coach Profissional, é fundamental ter em conta pelo menos:

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS: recomendamos que sejam tecnicamente abrangentes, fornecendo diversas ferramentas e englobando diversificadas abordagens em Coaching. Deve ainda ser clarificada a distinção entre Coaching e outras disciplinas assim como ser abordadas as competências basilares para a prática do Coaching, entre eles os princípios éticos e padrões profissionais. Entre os conteúdos mínimos a abordar numa Certificação em Coaching Profissional devem constar os seguintes:

  • As fases do processo de Coaching  e como iniciar, conduzir e finalizar processos de Coaching
  • As fases da sessão de Coaching e como iniciar, conduzir e finalizar sessões de Coaching
  • Principais modelos /ferramentas de Coaching
  • Padrões éticos e boas práticas do profissional Coach

METODOLOGIA: a metodologia seguida no curso deverá ser essencialmente prática, dado que estamos perante um processo de desenvolvimento humano (e este apenas se dá na prática, não bastando a mera compreensão teórica ou concetual)

– CURRÍCULO DOS FORMADORES: recomenda-se que o formador principal (head trainer) possua certificação como Trainer em Coaching e uma experiência de pelo menos 5 anos como Coach e Formador

Segue abaixo os requisitos mínimos que a SPCP defende para a qualidade dos programas formativos em Coaching:

1. A percentagem das componentes prática/teórica do curso deverá será de um mínimo de 75/25 %. É necessário que seja contemplado um mínimo de 75% do curso para a sua componente prática

2. A componente prática deve operacionalizar-se através da metodologia experiencial de aprendizagem, recorrendo-se a diversos exercícios e dinâmicas praticas, quer individuais, quer grupais, de forma a estimular a participação ativa dos formandos

3. Entre os objetivos do programa formativo devem constar a aquisição e o desenvolvimento de competências basilares em Coaching

4. O programa formativo deve abordar vários modelos e/ou ferramentas de Coaching, de forma a proporcionar aos participantes uma maior diversidade de abordagens

5. O programa de conteúdos deve fazer menção à importância da observação dos padrões de ética na atuação em Coaching

6. A metodologia do curso deve enfatizar os métodos demonstrativo (através da exemplificação de ferramentas e práticas de Coaching), expositivo (para transmissão de conceitos, promovendo no final a interação com os participantes através da reflexão e debate conjuntos) e interrogativo (para feedback e monotorização da aprendizagem)

7. O programa formativo pode decorrer segundo a modalidade online

8. Os formadores do curso devem ser Coaches certificados e atuarem como Coaches Profissionais no ativo

9. Recomenda-se que o formador principal (head trainer) possua uma experiência de pelo menos 5 anos como Coach e Formador